Retornando à vida

Desde o ocorrido que eu não saía de casa. Além de ficar de repouso eu também não tinha a mínima vontade de ver outras pessoas que não fossem as que moram comigo e o namorado, mas sabia que eu não ía ficar intocada pra sempre.

Me sinto melhor mas nunca vou esquecer o que aconteceu. Pensei em desistir de um monte de coisas: não dançar mais, não ir a terapia, não ter vida social dentre outras coisas porque parace que tudo perdeu o sentido. Nada parece certo, se encaixar, me sinto como se não fizesse parte do círculo em que vivo, mas namorado não me deixa desistir. As vezes poderia ser mais fácil. Não sei. Estou melhor fisicamente mas ainda me sinto meio perdida, com medo de sonhar...

A primeira vez que fui na rua foi pra fazer meu cabelo, assim poderia me sentir menos pior, menos inútil, menos feia... consegui :)
Foi estranho ver as pessoas, conversar com alguém. A menina que faz meu cabelo não sabia de nada e eu também não quis tocar no assunto, tentei agir normalmente até pra esquecer. Eu até consigo esquecer momentaniamente, enquanto estou fazendo qualquer coisa que distraia minha mente, o ruim é a noite onde tudo repassa como se fosse um filme.

Domingo teve ensaio da banda e eu pensei mil vezes antes de decidir ir. Não sabia como ía me sentir no meio de um grupo com tanta gente, mas eu tinha que ir, sou a responsável pelas meninas do meu setor (meninas que tocam o mesmo instrumento que eu, cada instrumento é um setor que possui uma responsável) e elas precisam de mim e do meu apoio então decidi ir.

Cheguei primeiro no colégio onde ía acontecer o ensaio e na subida da rua tinha um carro cinza estacionado e se mexia um pouco. Achei aquilo estranho, pq né, aparentemente não tinha ninguém no carro. Quando eu cheguei ao lado da porta....

Um casal transando. É isso mesmo: um casal transando. Ta, eu sei que um casal transando dentro de um carro é normal em uma rua deserta a noite e tal, mas as 09hs da manhã???? Tudo bem que era domingo, mas de manhã? Fiquei de boca aberta e torci pra que eles saissem logo dali pq sabia que íam chegar as meninas e os meninos para o ensaio e tinham crianças e muitos adolescentes. Mas acho que quando chegaram eles já não estavam mais lá pq não vi ninguém comentando nada. Mas vê se pode.

O ensaio pra mim foi mais tranquilo na parte da tarde. Logo no começo eu me senti como um peixe fora d'água, como se não fizesse mais parte daquele mundo, sensação que poderei sentir em muitas ocasiões ainda por ser tão recente.

Depois do ensaio eu e namorado saimos com o pessoal da banda e pude me divertir um pouco. Foi bom!

Tenho que me agarrar em alguma coisa. Fazer alguma coisa. Preciso realmente não pensar, não falar, não lembrar e principalmente não desejar ter ele novamente dentro de mim.



2 comentários:

  1. heheh...
    O pessoal é tramado para agasalhar o zé tolas...qualquer local e hora serve quando o tesão não é pequeno...
    :)))

    ResponderExcluir
  2. Rack, que bom que conseguiu sair de casa. Agora, só o tempo vai lhe ajudar! Beijos

    ResponderExcluir